AMOR ETERNO…

MINHA INFÂNCIA ESTA PARTINDO…

A CADA DIA NAQUELE HOSPITAL SE FAZ DISTANCIA

NÃO ME DEIXE! FICA!… QUEM SABE OUTRO PULMÃO…

NÃO HÁ! É TEMPO CHEGADO! SOLIDÃO…

——————————————————————–

SEU NOME SERÁ LEMBRANÇA

SEU AMOR ESTARÁ COMIGO

VEJO PARTIR AQUELA CRIANÇA… ESPERANÇA…

VÔ, QUEM SABE UM DIA… PAI AMIGO!

——————————————————————-

Dedico esse texto ao meu tão querido avô que se encontra preso nas garras de um efizema… nos braços de uma cama de C.T.I., na espera do acontecer…

Amor eterno vô…..

OBRA

ELE PODIA SER TUDO, TUDO DENTRO DE UM LIMITE

O LIMITE ERA O TEMPO E O ESPAÇO.

TEMPO PRA PLANTAR… ORA, COMO VOCE SABE?

ESTARIA EU AQUI PLANTANDO OU SEMEANDO, OU COLHENDO…

DE CERTO, ALGO EU SEI, ESTOU SEMPRE… ESCOLHENDO E EX-COLHENDO…

ESTOU AQUI… SIM, SOU MINHA EXISTÊNCIA EM PROL DE SUA OBRA.

A OBRA É O COLHER, SEJA QUAL FOR… É ESSA ESCOLHA.

ESCOLHER SEMPRE, PERDER, GANHAR… ISSO É BANAL

O QUE IMPORTA, OU MELHOR, O QUE SOBRA É A ANGUSTIADA

ESPERANÇA… ESPERANÇ…..ESPERAR… ESPERA….ESPER….ESPE…

A ESPERA CONTÍNUA DE UMA OBRA PRONTA, REALIZADA E SUFICIENTE..

ILUSÃO…

—————————————————————ANGELO LIMA————-

DEIXA VIR…

PARECE DIFÍCIL MUDAR,

SE COLOCAR NUMA NOVA VIDA,

RELAXA, RESPIRAR UM NOVO AR,

COMEÇAR A CAMINHAR,

FACILITA O FECHAR DA FERIDA.

—————————————————-

DE OBJETO À SUJEITO

VOU DE ENCONTRO AO DESEJO

ME PERMITO EXPERIMENTAR

OLHAR, VIVER, ATUAR

UM BEIJO, O BEIJO.

————————————————————

CALMA…

QUANDO UMA NUVEM FECHAR O SEU TEMPO

E SEUS OLHOS NÃO SE ABRIREM PARA O BEM

ESPERE UM MINUTO, AGUARDE UM MOMENTO

TUDO PASSA, NUVEM, MINUTO, TEMPO

E QUANDO VOCE ACORDAR, VERÁ O CÉU LIMPO,

O SOL, A LUZ, A VIDA  NO FIRMAMENTO.

OBRIGADO PELA LUZ MINHA AMIGA PRIS DOMINGUES!

————————————————————–ANGELO LIMA————–

Dor – ente…

Ele buscava pelo pai

a cada cigarro fumado

em toda droga vivida

na morte da vida na vida

ele buscava pelo pai

—————————————————–

Ele teve mãe demais

mãos demais

mas faltou o corte, a borda, a morte

faltou o nome do pai

———————————————————

Mas agora o pai esta presente

Vive na dor que esse menino sente

Dor de estar no mundo, sem rumo

doente, dor-ente

Que falta faz uma pai…

————————————-Angelo————